segunda-feira, 28 de abril de 2014

Porque poderia ter acontecido

Aqui estou eu outra vez
Partida e com vergonha
Não quero olhar para mais um espelho ou sequer ouvir o meu nome a ser proferido

Se tu me pudesses ver agora,
A maneira como me retratas não seria a mesma.
E tenho medo,
Medo que desta vez eu tenho dado demasiados passos para longe de ti

Sinto que ultrapassei uma barreira invisivel
Ouvi os gritos de demasiadas dúvidas que assombram os meus sonhos
E esta cegueira que me persegue, deixa-me perdida

Por favor Perdoa-me

Porque decidi afastar-me
Porque não te amei, que amei os meus pecados
Porque a minha fé é fraca assim como eu.

E cada reflexo meu, reflecte alguém sem amor entre tantos amores
Prefiro negar-te com os meus lábios, do que com o meu carinho
Quero ser alguém que pareça que te ama, mais do que aquilo que te amo
Quero relembrar-me da tua graça


Postar um comentário