terça-feira, 18 de março de 2014

Toxica

Tento perder a cabeça por algo, alguém
Mas sou, fui e estou tão presa á tua droga
Estás em todo o lado, no fumo do bar, no meu café, nas conversas, na minha pele
Estou a perder-me mais uma vez

Tento procurar-te 
O encontro parece-me eminente
Aquelas ruas denunciam-te
Dizem-me por onde ir
E cada pedra da calçada grita o teu nome
E trazem-me não só saudade, mas felicidade por estares perto
Ao pisar o mesmo chão que tu sinto-me menos longe
De te ter.

Imagino...durante mais tempo do que aquele que gostava
E passou mais um ano. E perco-me mais uma vez, pela tua droga.


Postar um comentário