segunda-feira, 3 de agosto de 2009

Uma carta de uma amiga

Diamante
Não cobiço nada mais
Do que ser tua amiga
Mas não sou suficiente para ti
Eu penso..
Onde eu deveria sentir
E não sou tão inocente
Como pensas que sou
Mas eu tento
Chamar a tua atenção
E nunca páro
E vejo-te feliz
E desejo-te bem
Mas no meu desejo
Está o meu convite
Para um sonho diferente
E penso
Se realmente gosto de ti
Para nunca te deixar sozinha
Onde estás?
Contente
Não desejo outra coisa
Para além de ser tua amiga
Mas se aceitares o meu pedido
Irás estragar tudo
E eu não te darei
O que te prometi
Porque não posso
Mas irei sempre oferecê-lo
Mas irei sempre
Negá-lo
Porque tenho uma ideia
Embora não concrecta
do que é amizade
Se errares
Terei de te castigar
E direi para caminhares comigo
Porque eu adoro
Quando não tenho razão
Mas peço-te para seres
Pior do que já és
E apaga a parte de eu ter mencionado
Que eu adoro a parte de ti
Que não me ama
Eu espero nada mais
Do que ser tua amiga
Contudo espero por tudo
Que não sejamos amigas
Acho que poderei ser
Cruel
Mas se não magoar ninguém
Serei apenas

E magoa-me não saber se sou
Terrível
Ou apenas
Apaixonada
Postar um comentário