sábado, 19 de julho de 2014

Tanto tempo

Amo-te há demasiado tempo
Que já nem sei parar
E houve vezes em que quizeste ser livre
Mas o meu amor continuou a crescer
Amar-te é a unica coisa que já sei fazer.

Estou a amar-te á já demasiado tempo
E não quero parar agora.
Contigo a vida era como algo surreal
E não consigo parar

Houve vezes
Em que o teu amor tornou-se frio
E o meu só cresceu
Em que o nosso relacionamento se tornou velho

Estou a amar-te á já muito tempo
E não quero parar
Estou a amar-te á já muito
Tanto que já não sei parar

Não me deixes parar
Postar um comentário