domingo, 15 de junho de 2014

Deixa-me sair

Deixa-me sair
Fazme entrar
Eu dei-te tudo aquilo
Que poderia dar

Tentaste tirar
Tentaste fazer
Tudo aquilo
Que não pudeste quebrar

Se foste assim com tanta facilidade
Quando fores, vai
Eu esperarei
Eu irei
Esperar até regressares

Deixa-me sair
Faz-me entrar
Vou desistir
Jamais parar

Juntos não somos um só
Somos nada
Apoiados a nada
Juntos agora, para sempre
Por agora

Segue
Não me deixes entrar
Mas esperarei
Irei querer
Esperarei o dia
Quando irás regressar

Deixa-me ir!
Sabes que não sou de desistir!
Deixa-me ir!

Sabes que nada sou sem o teu amor
Eu sei que nada sou sem o teu amor

Deixa-me ir
Sabes que não sou de desistir
Deixa-me ir
Sabes que nada sou sem o teu amor

Eu sei que nada sou sem o teu amor
Então deixa-me ir!

Deixa-me sair
Fazme entrar
Eu dei-te tudo aquilo
Que poderia dar

Tentaste tirar
Tentaste fazer
Tudo aquilo
Que não pudeste quebrar

Se foste assim com tanta facilidade
Quando fores, vai
Eu esperarei
Eu irei
Esperar até regressares

Deixa-me sair
Faz-me entrar
Vou desistir
Jamais parar

Juntos não somos um só
Somos nada
Apoiados a nada
Juntos agora, para sempre
Por agora

Segue
Não me deixes entrar
Mas esperarei
Irei querer
Esperarei o dia
Quando irás regressar

Sabes que não sou de desistir
Não vou partir
Mas irei com a esperança
Que não irei de vez

Deixa-me ir
Porque não sou de desistir
Deixa-me ir
Deixa-me ir



Postar um comentário