sábado, 6 de junho de 2009

Kamikaze birds!

Este é o texto mais antigo que escrevi O_o e por alguma razão foi o último a ser postado. Anyway, força!



Ontem o meu dia começou mal (acordei tarde) e acabou da maneira mais estranha e fixe possível!
Acordei andei a vaguear pela casa (mendiga -_-") até que recebi uma mensagem da "D" a perguntar se podia ir ter ao café. Resolvi parar de ser porquinha e fui tomar banho para que os outros não me pusessem de parte devido ao meu cheiro nauseabundo! Saí do banho e fui lavar os dentinhos(quase que vomitei, odeio lavar os dentes...merda de pasta de dentes cheia de flúor!). Depois fui finalmente ao café, já estavam lá todos (sou sempre a última a chegar -__-") e começámos a falar, até que...houve merda. Eu e a "D" (mais ela do que eu) começámos a atrufiar. Ela diz que eu não falo O_o, não sei o que ela quis dizer com isso, ela também não fez esforço nenhum para sequer fazer com que eu percebesse o que raios ela queria dizer com aquilo.
Á noite voltei para o café(depois de ter ido a casa após uma estadia na casa da "DÉ") o mesmo voltou a repetir-se e eu como não gosto de aturar coisas que não têm explicação alguma resolvi ir-me embora enquanto ouvia gritos incessantes atrás de mim para que eu voltasse(ela virou-me as costas enquanto eu falava...que falta de educação!), no entanto continuei a andar como se nada se tratasse! Telefonei ao "R" e perguntei se ele sempre ía sair mas no final acabei por ir ter com a "DÈ". Após uma busca quase interminável de tabletes de chocolate, finalmente encontrámos num café(?) e aí tudo ficou muito mais cor-de-rosa! Os nossos olhinhos brilhavam (mais os dela, que são enormes O_O!) enquanto procurávamos um "spot" para nos alarvarmos até deitarmos chocolate pelo nariz. Depois de voltas e voltas de mota (sim eu pus o meu cu naquela coisa outra vez...fui fraca! xD) finalmente conseguimos escolher o sitio certo, "O sítio da Andorinha Kamikaze"...
Ficámos lá a falar acerca de quantas coisas tínhamos em comum (ela sou eu mas mais branca...juro!!!!) assim como: vampiros (favorito das duas), morcegos, oculto, romance...bué cenas!
Ela contou-me que naquela doca(?) onde távamos haviam duas lontras. O meu primeiro pensamento foi: oh meu deus quero ver uma! que fofas!
Passados 20 minutos ela quase que grita: olha ali uma! e eu: hm?(só pode tar a gozar comigo!)
E quando eu olhei só tive tempo de jogar as mãos á boca, tal era o meu espanto!
Era tão fofa! Apesar de estar escuro eu conseguia ver mais ou menos (*・P・[・P*)/~~ quem me dera puder mergulhar naquelas águas limpidas e cheirosas (que mentira!) de Olhão para conseguir tocar-lhe.
Depois do entusiasmo envolta da lontra (\^O^/) começámos a falar acerca de morcegos. Contei-lhe que já tive uns quantos bébés mas que morreram e que até hoje ainda não descubri o porquê. Entretidas na nossa conversa super hiper mega interessante eu olho para o céu estrelado e vejo uma "coisa" a voar no céu. Eu como sempre disse logo a primeira coisa em que pensei xD!
Eu: "DÈ" olha um mesmo graaaande!!!!
DÈ: Hm...?*ela olha para o céu em busca de um morcego que não existe*
Eu: Não tás a ver??? Ali!*aponto para um bicho voardor algures no céu*
DÈ: O_o...er...loooooool! Aquilo é uma gaivota!!!!
Eu: :O!!! Tenho falta de vista!
É claro que este episódio vai ser motivo de riso até ao dia em que ela se irá esquecer(acho que nunca).
Depois de termos a conversa dos morcegos e de ela se rir na minha cara por ter confundido a gaivota com um morcego, o nosso motivo de conversa virou-se para os filmes de vampiros. Nós adoramos filmes de vampiros! Na verdade ela confessou-me( e eu também concordei e disse que queria) que desejava ser um vampiro, ou neste caso uma vampira! Nós nos filmes de vampiros além de gostarmos dos poderes dos quais eles dispõem, demorámos mais tempo a detalhar as partes em volta do romance *_*! Falámos de que nos filmes de vampiros existe sempre um humano ou humana que se apaixonam por um vampiro e ele por ela (ou ele), e que existe sempre um certo medo por parte de ambas as partes (mais por a parte do vampiro) porque nenhum dos dois quer ver o outro sofrer. O vampiro então sofre porque não quer transmitir o peso de uma vida eterna e solitária a um humano ao mordê-lo e o humano quer ter uma vida eterna desde que seja ao lado do vampiro que ama...E levámos tempos e tempos a falar acerca disso sem que nenhuma das duas visse o tempo a passar até que finalmente (embora relutantes) resolvemos ir para casa (mota outra vez!). Ela deixou-me em casa (muito cavalheira devo salientar!) e eu obriguei-a a vestir o meu casako porque andar de mota com este frio é quase o mesmo de que querer morrer congelada! Cheguei a casa e pus-me na cama, isto sempre a falar com ela por mensagens. Quando já estava na cama apercebi-me do quanto estava a ser estúpida...ela era extravaganza! Perguntei-lhe se lhe podia ligar, e ela respondeu que sim!!!! Liguei-lhe e mais uma vez reparámos que á medida que nos conhecíamos cada vez mais que nós somos identicas! Em tudo! Temos os mesmos medos, as mesmas fobias, o mesmo signo, a mesma paranóia ou vicio(temos um gosto estranho por meias), a mesma maneira de durmir, a mesma maneira de pensar sobre variados assuntos, a mesma maneira de tarmos confortáveis na cama (esta foi a que trouxe uns bons momentos de gargalhadas xD!)..e muitas outras coisas que eu já nem me lembro! Só parámos de falar quando eu tive de me ir despachar para ir para a escola (sim...levámos a noite em branco só a falar!).
Vou acabar já este post porque está enorme! E tive um trabalho muito grande ao ver que o reduzi para muito menos de metade! Até breve, kizzu~
Postar um comentário