segunda-feira, 8 de junho de 2009

Hoje




Estou a escrever porque na verdade não tenho a minima vontade de o fazer. Não sei porque o estou a fazer. Queria relatar o que se passou na noite anterior, mas não tenho forças para expelir sentimentos tão fortes e esmagadores.


Estou a comer, ou a tentar fazê-lo. A tristeza que suporto é tanta que nem aparento tê-la. Não me posso redimir pelo que fiz ontem, não tenho desculpa e não mereço perdão. Tenho de aprender a viver com as coisas que faço...nem me lembro porque a fiz. Não te quero ver, não quero que me vejam, ontem mostrei o meu lado mais horrível á única pessoa que realmente amava, que ironico...!


Eu não te mereço, és demasiado perfeita para que eu te possa tocar e deixar contagiar-te pela minha imundice. A dor é tanta e eu tão estúpida, nem direito a lágrimas tenho. Sinto-me revoltada comigo mesma, ainda não consigo assimilar o que fiz. Mostrei o meu lado mais humano da pior maneira possível, mostrei que posso magoar quem quero e dizer o que quero sem que me aperceba. Sou horrível, um monstro.


No entanto apesar disto tudo tu voltas para mim, o que me magoa ainda mais. Eu faço-te sofrer, fiz-te chorar e apesar disso ainda gostas de mim...eu não te mereço e odeio-me por gostar de ti e não ter forças para me afastar de ti.
Postar um comentário