quarta-feira, 22 de abril de 2009

És tu?

Como é que podes dizer o que está certo, enquanto me atormentas os pensamentos?
Queres ter sempre a razão do teu lado...eu deixo-te tê-la, mas não agora!
Agora, vamos! Joga-te! Mata-te!
Vem outra vez dançar comigo...envenena-me mais uma vez.
Vem e trás outra vez o pesadelo contigo, prende-me para sempre em ti!
Tranca-me e esconde a chave...nunca ninguém irá desconfiar de ti.
És Homem?
És! És homem, igual a outros tantos que já conheci...mas pior!
A mentira que reside dentro dos teus olhos está impragnada na minha alma, para sempre.
Consigo ver-te? Só á tua espécie!
Vem transforma-te! Por mim!
Juntos conseguimos! Porque não hoje enquanto ainda me consegues ouvir chorar?!
Vês? Tentámos! Fizemos...o mesmo.
Consigo ver-te? Ainda não...
Acho que me apercebi
Existe alguma coisa em ti que me mata e que me protege
Só me resta a mim tentar ou desistir...
Postar um comentário